29 de abril de 2011

O HISTÓRICO JOGO DA MORTE

O "jogo da morte" foi a histórica partida entre a Luftwaffe, a poderosa força aérea alemã e o F.C. Start, time formado pelo que restou do glorioso Dínamo de Kiev que era considerado o melhor time de futebol da Europa no pré-guerra. Reformulado como F.C. Start, venceu de forma brilhante todas as partidas que jogou e levantando o ânimo do povo na Kiev ocupada pelos nazistas. Em 1942, nessa partida de futebol contra a Luftwaffe, a equipe defendeu a honra da cidade e ousou enfrentar, em todos os sentidos, a Alemanha nazista. O jogo tornou-se uma ode à resistência e suas conseqüências foram brutais. A revanche foi marcada para 9 de agosto, no estádio Zenit. Antes do jogo, um oficial da SS entrou no vestiário e disse em russo que se o Start vencesse a partida todos morreriam. Antes do jogo, os nazistas avisaram os jogadores que eles deveriam realizar a saudação nazista, porém enquanto os alemães gritavam "Heil Hitler!", os ucranianos gritavam "Fizculthura!" com a mão no peito, uma expressão soviética que proclamava a cultura física. Os alemães engoliram a seco a derrota de 5x1 para o FC Start , mas alguns dias depois “posters” espalhados pela cidade anunciavam a revanche. Os cartazes falavam em “vingança”, em letras garrafais. Antes do jogo, apitado por um oficial das SS, sugeriu-se aos ucranianos que dessem uma demonstração de respeito ao adversário, fazendo no estádio a saudação nazista. No primeiro instante, os alemães não entenderam bem o que estava acontecendo, mas o público delirou. Logo no início do primeiro tempo, com o juiz disposto a ignorar qualquer falta cometida pelos alemães, alguns jogadores levaram pontapés e o principal jogador do Start deixou a partida quase incapaz de jogar. E, para piorar as coisas, o time alemão Flakelf conseguiu abrir o escore, marcando 1 x 0. O FC Start reagiu, com a multidão aplaudindo em delírio e vaiando o Flakelf. O primeiro tempo terminou FC Start 3 x Flakelf 1. Um oficial da SS foi ao vestiário, cumprimentou os ucranianos, mas disse-lhes claramente que “não podiam esperar vencer”. E pediu que “aproveitassem aqueles momentos para pensar nas conseqüências”. O FC Start não levou a sério a advertência. Não apenas venceu o jogo, encerrado pelo arbitro antes dos 90 minutos, por 5 x 3. Deixou, ostensivamente, de marcar um sexto, parando a bola na porta do gol e virando as costas ao goleiro alemão. Os jogadores deixaram o campo sob o aplauso ensurdecedor da torcida. Os alemães, porém, não engoliram a humilhação. O time ainda enfiou 8x0 no Rukh antes de ser enviado ao campo de prisioneiros de Baba Yar. Poucos dias mais tarde, o time inteiro do FC Start foi preso e torturado pela Gestapo, alguns foram mandados para o sinistro campo de concentração de Siretz. Os jogadores do F.C. Star preferiram morrer a perder para os opressores nazistas, deixaram para a história, para as gerações futuras, uma lição de coragem, dignidade e honradez.

28 de abril de 2011

TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR?




O Transtorno Bipolar do Humor, antigamente denominado de psicose maníaco-depressiva, é caracterizado por oscilações ou mudanças cíclicas de humor. Estas mudanças vão desde oscilações normais, como nos estados de alegria e tristeza, até mudanças patológicas acentuadas e diferentes do normal. O transtorno afetivo bipolar era denominado até bem pouco tempo de psicose maníaco-depressiva. Esse nome foi abandonado principalmente porque este transtorno não apresenta necessariamente sintomas psicóticos, na verdade, na maioria das vezes esses sintomas não aparecem. Os transtornos afetivos não estão com sua classificação terminada. Provavelmente nos próximos anos surgirão novos subtipos de transtornos afetivos, melhorando a precisão dos diagnósticos. Por enquanto basta-nos compreender o que vem a ser o transtorno bipolar. Com a mudança de nome esse transtorno deixou de ser considerado uma perturbação psicótica para ser considerado uma perturbação afetiva. A alternância de estados depressivos com maníacos é a tônica dessa patologia. Muitas vezes o diagnóstico correto só será feito depois de muitos anos. Uma pessoa que tenha uma fase depressiva, receba o diagnóstico de depressão e dez anos depois apresente um episódio maníaco tem na verdade o transtorno bipolar, mas até que a mania surgisse não era possível conhecer diagnóstico verdadeiro. O termo mania é popularmente entendido como tendência a fazer várias vezes a mesma coisa. Mania em psiquiatria significa um estado exaltado de humor que será descrito mais detalhadamente adiante. A depressão do transtorno bipolar é igual a depressão recorrente que só se apresenta como depressão, mas uma pessoa deprimida do transtorno bipolar não recebe o mesmo tratamento do paciente bipolar. O início desse transtorno geralmente se dá em torno dos 20 a 30 anos de idade, mas pode começar mesmo após os 70 anos. O início pode ser tanto pela fase depressiva como pela fase maníaca, iniciando gradualmente ao longo de semanas, meses ou abruptamente em poucos dias, já com sintomas psicóticos o que muitas vezes confunde com síndromes psicóticas. Além dos quadros depressivos e maníacos, há também os quadros mistos, sintomas depressivos simultâneos aos maníacos, o que muitas vezes confunde os médicos retardando o diagnóstico da fase em atividade

27 de abril de 2011

TAGUATINGA, LUZ DOS MEUS OLHOS...













A cidade de Taguatinga foi fundada em 5 de junho de 1958, em terras que anteriormente pertenciam à Fazenda Taguatinga. Inicialmente, a cidade se chamava Vila Sarah Kubitschek, mas, depois, seu nome foi alterado para Santa Cruz de Taguatinga, permanecendo apenas Taguatinga. Num primeiro momento "ta’wa" foi traduzido como "ave", e "ta’wa’tinga" significaria "ave branca"... Mas Taguá, uma espécie de argila amarelada ou vermelha, vem do tupi "ta’wa", que pode ter originado também a palavra "taba", casa indígena. Assim, "ta’wa" significa "barro", e "ta’wa’tinga''" significaria "barro branco", ocorrência geológica que se verifica na região, principalmente perto do Córrego Taguatinga e do Córrego do Cortado. Não raro, é chamada pelos habitantes locais simplesmente como "Taguá". Esta "cidade-satélite" foi criada para desfazer as invasões que tomavam conta de Brasília. Os operários que se deslocaram de todo o Brasil para construir a nova capital resolveram fazer ali também sua morada. Como, no entanto, eram pobres, invadiram terras e construíram barracos. Taguatinga desenvolveu-se especialmente em função do comércio e dos empregos que sua população obtinha em Brasília. Anos mais tarde, tornou-se um importante centro comercial dentro do Distrito Federal e polo de atração para a população das outras cidade-satélites e cidades de Goías, abrigando shopping centers de grande porte, várias escolas públicas e privadas, algumas faculdades. A Praça do Relógio, ponto histórico e turistico na região central da cidade, é a melhor área servida por transporte público, onibus e taxi. O usuário pode optar por metrô, que liga a cidade a outras e vai até o terminal central da rodoviária de Brasília. Taguatinga, com uma população de 362 mil habitantes é hoje uma das regiões mais ricas do Distrito Federal. É independente em relação a Brasília. Taguatinga hoje é considerada a capital econômica do Distrito Federal.

TV TUPI, A PRIMEIRA E ÚNICA...



A TV Tupi de São Paulo, foi a primeira emissora de televisão do Brasil e da América do Sul. Fundada em 18 de setembro de 1950 por Assis Chateaubriand, fazia parte do Grupo Diários Associados. Em 1972, uniu-se à TV Tupi Rio, à TV Itacolomi e outras para formar a Rede Tupi de Televisão. Depois de poucos meses de treinamento, alguns radialistas escolhidos por Assis Chateaubriand, o Chatô, lançaram-se à aventura de fazer TV. Os estúdios eram pequenos, o equipamento precário, mas o nascimento da TV Tupi foi solene. Chateaubriand presidiu a cerimônia que contou com a participação de um cantor mexicano, Frei José Mojica, que entoou "A canção da TV", hino composto pelo poeta Guilherme de Almeida, que contou também com a atriz Lolita Rodrigues, especialmente para a ocasião. Um balé de Lia Marques e declamação da poetisa Rosalina Coelho, nomeada madrinha do "moderno equipamento" fizeram parte do show. A jovem atriz Yara Lins foi convocada especialmente para dizer o prefixo da emissora: "PRF-3" e o de uma série de rádios que transmitiam em cadeia o acontecimento. A seguir entrou a programação na tela dos cinco aparelhos instalados no saguão do prédio dos Diários Associados. Em 16 de julho de 1980, devido aos vários problemas administrativos e financeiros, a concessão foi cassada pelo governo brasileiro. Outras 6 emissoras que formavam a rede também sairam do ar.

GRIPE INFLUENZA E O QUE QUER DIZER H1N1


Existem 3 tipos de Influenza, o vírus que causa a gripe, o A, B e C. O influenza A é o mais variável e que causa mais estragos todos anos. Ele tem 8 pedaços de RNA dentro de uma cápsula. Duas proteínas deles são mais importantes para entendermos. Uma é chamada de Hemaglutinina, fica do lado de fora do vírus e serve para fazer contato com a célula. Como ela se liga em células, quando o colocam o vírus em uma gota de sangue, os glóbulos vermelhos ficam aglutinados (hemo aglutinina, hemaglutinina). A outra é a Neuraminidase, ela quebra os açúcares onde a hemaglutinina se liga para liberar os vírus recém formados. Como a hemaglutinina e a neuraminidase ficam para fora do vírus, são as proteínas mais reconhecidas por anticorpos e usadas nos testes de diagnóstico. Por isso as linhagens de influenza são nomeadas pelas letras HN, como H1N1, H3N2, de acordo com o tipo de cada uma. São conhecidos 16 tipos de Hemaglutinina e 9 de Neuraminidase. Só alguns são frequentes em seres humanos, H1, 2 e 3 e N1 e 2. Todos os outros são encontrados em aves aquáticas, principalmente patos, que são o reservatório natural do Influenza A. As aves migratórias misturam os vírus em escala mundial pois nelas a gripe não causa sintomas, e infecta o sistema digestivo ao invés do respiratório. Quando param em lagos para comer durante a migração, defecam e a água fica forrada de influenza. Num lago com água fria o vírus chega a durar 30 dias. Os mais perigosos, que matam mais galinhas e pessoas quando transmitidos, são os H5 e H7.

26 de abril de 2011

SERIADOS DOS ANOS 70 E 80

Nos anos 70 e 80 na TV passavam bons e divertidos seriados e toda uma geração cresceu assistindo-os e estes eram alguns que passavam naqueles bons tempos:
Havaí 5.0, Magnum, O homem de seis milhões de Dólares, MacGyver - Profissão Perigo, O túnel do tempo, Além da Imaginação, Batman, Jornada nas estrelas, Os intocáveis, Perdidos no espaço, Terra de gigantes, Guerra, sombra e água fresca, O fugitivo, Os invasores, Combate, Thunderbirds, Policewoman, Bonanza, Manimal, A super máquina, Miami vice, Esquadrão classe A, James West, Kojak, A mulher biônica, Columbo, Jeannie é um gênio, MASH, As panteras, Espaço 1999, Galactica, O incrível Hulk, Mulher Maravilha, O gordo e o magro, O homem foguete, Bat Masterson, Os Waltons, Dallas, Capitão Marvel, Os montros, A feitceira, Os três patetas, Ilha da fantasia, Casal 20, Ultraman, Viagem ao fundo do mar, Buck Rogers, Missão impossível, Alf - O ETeimoso, Zorro, S.W.A.T., Kung Fu, A gata e o rato, Amazing Stories, O homem da máfia, O homem invisível, Tarzan, Jim das selvas, Trovão Azul, Águia de Fogo, Abbott e Costello, V - A batalha final, Agente 86, Arquivo confidencial, Automan, Barnaby Jones, Ben, o urso amigo, Caras e coroas, Chaparral, Chips,
Cowboy na Africa, Daktari, Daniel Boone, Família Do-Ré-Mi, Mod squad, Na mira do tira, O homem do fundo do mar, O homem que venho do céu, Os pioneiros, The Persuarders, Planeta dos macacos, Poderosa Isis, 5ª dimensão, Projeto UFO, Ratos do deserto, Primo cruzado, A noviça voadora, Sea Quest, Os seres do amanhã, Starman, Starsk & Hutch, Super herói americano e tantos outros.

A COR PÚRPURA: O PERDÃO LIBERTA

"Color Purple", neste belíssimo e sensacional filme, produzido em 1985 e dirigido por Steven Spielberg, baseado no romance de Alice Walker. O filme "A cor púrpura" adentra a sociedade norte americana do ínicio de século vinte, no sul pobre e segregacionista contando a história de Celie (Whoopy Goldberg) que violentada pelo pai, ela se torna mãe de dois filhos e é doada a Albert (Danny Glover) que se torna seu companheiro e senhor, tratando-a como escrava e esposa. Celie aprende uma lição grandiosa que o perdão nos liberta de toda submissão. Sua vida então tem uma reviravolta, assistam quem ainda não se interessou, vale a pena, e este é mais um um dos excelentes filmes que indico aqui...

25 de abril de 2011

MISSÃO CRULS: A RAIZ DE BRASÍLIA

Em junho de 1892, uma missão partiu do Rio de Janeiro com a finalidade de demarcar a área do futuro Distrito Federal. Durante sete meses, 22 pessoas percorreram 14 mil quilômetros, realizando demarcações de área e registrando dados sobre a fauna, a flora e os hábitos dos moradores do sertão brasileiro. A liderança da expedição coube ao engenheiro belga e estudioso de Geografia e Astronomia Louis Ferdinand Cruls, que chegou ao Brasil em 1874, seduzido pelas informações que obtivera de estudantes brasileiros na Bélgica. Entre os anos de 1892 e 1893, fez a identificação da zona constitucionalmente pré-definida, demarcando uma área de 14.400 quilometros quadrados, que incorporava áreas de antigas fazendas do estado Goiás, pertencentes às cidades de Planaltina e Luziânia. Obtém-se como resultado desses estudos o primeiro mapa do Brasil em que aparece no Planalto Central o “Quadrilátero Cruls”, área retangular que recebeu, oficialmente e pela primeira vez, a expressão “Distrito Federal”. Entre os vários estudos científicos realizados pela Missão Cruls, desde aspectos como clima, topografia, fauna, flora, entre outros, encontram-se os estudos dos cursos d’água de vários rios, entre eles o Rio Paranoá. Em junho de 1894, Cruls, após os resultados positivos obtidos pela comissão, foi designado para presidir a Comissão de Estudos da Nova Capital da União. A Segunda Missão Cruls fez estudos mais detalhados, especificamente da área do quadrilátero, quanto ao clima, águas da região, opções de comunicação com o litoral, levantamento topográfico. Sua incumbência era a de escolher o local definitivo para a edificação da capital. A área escolhida foi a planície abraçada pelos rios Torto e Gama, o mesmo local que serviu de observatório meteorológico e ponto de encontro da comissão. Essa área se localiza a cerca de cinco quilômetros do local onde se encontra, atualmente, o Cruzeiro de Brasília, próximo ao Memorial JK. O escolha do local foi reforçada por vários integrantes da comissão, dentre eles o naturalista e botânico Auguste Glaziou, que se refere à região destacando sua beleza e as peculiaridades do clima e das águas. Também foi Glaziou quem fez as primeiras referências sobre a possibilidade de formação de um lago em torno da futura capital. Chama a atenção para dois aspectos naturais da planície por ele observada: a possibilidade de existência de um lago em “tempos de outrora” e a possibilidade de criação de um novo lago, a partir da construção de uma “barragem”, aproveitando as qualidades que a área oferece. Os trabalhos da Segunda Missão Cruls foram até 1896. Com a saída de Floriano Peixoto, as idéias de mudança da capital, no que diz respeito às ações do poder executivo, foram temporariamente paralisadas. Os levantamentos e resultados, apontados pela comissão, serviriam como ponto de referência para as realizações de estudos futuros, no que concerne à transferência da capital para o Planalto Central. Em 1922, ano do Centenário da Independência do Brasil, Planaltina, na época, cidade do estado de Goiás, se destacaria no cenário nacional, quando, entre as celebrações, houve o lançamento da Pedra Fundamental da futura capital, em 7 de setembro de 1922, assentada no Morro do Centenário, Serra da Independência, a 9 quilômetros de Planaltina. Aliás, os recursos hídricos da área definida foram um dos elementos que chamaram a atenção dos integrantes da comissão, especialmente as águas da parte Centro-Sul do quadrilátero, e os levaram a indicar essa área como a mais apta a sediar a capital federal. Apesar de essa missão ter demarcado o quadrilátero onde seria a futura capital brasileira, demorou décadas até que a construção desta fosse concretizada, pois foi somente no governo de Juscelino Kubitschek que houve determinação política e vontade suficiente para que a capital deixasse o Rio de Janeiro e fosse transferida para Brasília.

24 de abril de 2011

PÁSCOA, NOVA VIDA SEMPRE...


A paixão e morte de Cristo Jesus duraram algumas horas, mas a sua ressurreição dura mais de 2000 anos e é esse o motivo para termos esperança, crermos no amor como a maior força que move nossa sociedade... Que a Páscoa seja sempre para vocês leitores do blog uma passagem para as vitórias com o Cristo Ressuscitado.

23 de abril de 2011

SANTO FORTE E BRIGADOR

São Jorge é o santo padroeiro em diversas partes do mundo: Inglaterra, Portugal, Geórgia, Catalunha, Lituânia, da cidade de Moscou e, extra-oficialmente, da cidade do Rio de Janeiro, título oficialmente atribuído a São Sebastião, além de ser padroeiro dos escoteiros, do S.C Corinthians Paulista e da Cavalaria do Exército Brasileiro. Há uma tradição que aponta o ano 303 como ano da sua morte. Apesar de sua história se basear em documentos lendários e apócrifos, a devoção a São Jorge se espalhou por todo o mundo.
Que ele proteja cada dos que creêm nele e também os que não acreditam. Que a mistica de santo forte e brigador nos dê força para lutar contra todas forças do mal.


Oração de São Jorge

Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal.
Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.
Jesus Cristo me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos.
Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo.
São Jorge Rogai por Nós.

20 de abril de 2011

ESSA EXTENSA FAMILIA...


Não seria a raça humana, uma grande e extensa familia? Com alguns pequenos detalhes que os diferenciam como, o idioma, a cor da pele, as culturas, as manias e as crenças, porém somos tão parecidos, tendo as mesmas preocupações, os mesmos medos. Por que então tanto ódio entre seres tão parecidos? Por que tanta ira? É tão melancólico a indiferença com os irmão africanos, asiaticos e latino-americanos que não tem acesso a nada, são os excluidos do sistema e perambulam de um lado para outro se ter aonde ir. Nossa soberba contemporânea nos cega e não vemos quantas pessoas simples são humilhadas, espancadas, enganadas, simplesmente por serem apenas humildes e desprovidos de toda sorte na sua essência. Quando mais o mundo se globaliza, uma geração tem tudo já pronto, mastigado, eles também aprendem sobre coisas irrisórias, desvirtuam valores e fazem o que não deve ser feito e alguns pais fazem vista grossas e desdenham... Parece que as cidades estão cercadas, as autoridades constituidas e as pessoas responsáveis por estas áreas não se mexem, pois elas também estão no meio do caos moral e espiritual. Cidades sitiadas, arrasadas, o céu já não é mais tão azul e o ar que se respira? Oxigênio? Ou outros milhares de gases? A raça humana, tão nova comparada ao universo e se acha dona dele, destroi o que não criou, usam a força bélica em guerras desnecessárias, matam seus semelhantes pelo prazer maléfico do consumismo, da tirania, da usurpação, traem e usam a sórdida mentira para enganar os incaultos, os ingênuos, em nome de Deus, agariam milhões do vil metal, corrompendo seu templo interior. Raça humana, irmãos separados por causa da religião, de ideologias, doutrinas e "ismos", brigados por causa de palavras, calúnias e conspirações, por motivo torpe, autoritarismos, prepotência e mesquinhez. Há a podridão que se alastra, frutas podres contaminam as outras frutas. Mas ainda se pode fazer algo raça humana pelo seu ecossistema, pela gerações que estão crescendo e que virão, ainda se pode amar uns aos outros com todo poder que se há dentro de cada um, a cada instante. Há vários motivos para acreditar, os bons são maioria, só assim a extensa familia humana estará preservando este planeta, as culturas, as virtudes e fazendo a árvore da paz produzir frutos auspiciosos e fazendo o amor fraterno exalá como perfume das flores numa manhã de primavera.

19 de abril de 2011

X-MEN, A DIFERENÇA FAZ A FORÇA

As histórias em quadrinhos sempre tiveram uma importante participação social, discutindo temas e usando uma infinidade de heróis para muitos casos, como enganar a censura ou divulgar idéias. Os X-Men são um desses exemplos dentro desse surreal universo. Criados em 1963 por Stan Lee, o grupo surgiu com a missão de discutir um tema delicado que estava atravessado na garganta dos americanos: o racismo, como o assunto não podia ser tratado abertamente, Stan Lee imaginou uma equipe de adolescentes que seriam chamados de "Os Mutantes", adolescentes com super poderes obrigados a viver na marginalidade pelos seres humanos comuns, mas que precisam lutar bravamente para salvar o planeta de terrivéis vilões. O editor da Marvel Comics, Martin Goodman, achou que o nome poderia confundir os leitores e então Stan Lee mudou para X-Men, liderados pelo professor Xavier, mestre da telepatia e que vive sobre uma cadeira de rodas, faziam parte do primeiro X-Men: Ciclope, O Anjo, Garota Marvel, Homem de Gelo e o Fera. Para ajudar Lee a desenvolver a trama foi convidado Jack Kirby que logo na primeira história de um show. Em 1975, o escritor Len Wein e o desenhista Dave Cockrum fizeram uma série de modificações no grupo, que estava com os dias contados e conseguiram tornar popular os X-Men, acrescentando novos heróis, entre eles, Wolverine e tirando outros como, O Anjo, mas foi em 1991 que os X-Men estouraram e em apenas um mês suas aventuras foram lidas por milhões de fãs. Fazem parte dos X-Men atualmente: Jubileu, Gambit, Vampira, Tempestade, Ciclope e Fera que lutam contra Magneto e outros vilões. Os X-Men se expandiram para o cinema e televisão, incluindo alguns dos mais bem-sucedidos desenhos animados: Os X-Men. No ano 2000 foi lançado X-Men, O Filme, dirigido por Bryan Singer. Sua sequência X-Men 2 foi lançado em 2003, novamente sob direção de Singer e um terceiro filme, X-Men: O confronto final, desta vez dirigido por Brett Ratner, foi lançado em 2006.

18 de abril de 2011

NATIONAL GEOGRAPHIC, EXCELÊNCIA.




A National Geographic Society foi inspirando as pessoas a cuidar do planeta desde 1888. É uma das maiores instituições sem fins lucrativos, científicos e educacionais do mundo. Seus interesses incluem a geografia, arqueologia e ciências naturais, a promoção da conservação ambiental e histórica. Foi fundada nos Estados Unidos em 27 de janeiro de 1888 por 33 homens interessados em organizar uma sociedade para o incremento e a difusão do conhecimento geográfico. Começaram a discutir a formação da sociedade duas semanas antes, em 13 de janeiro de 1888. Gardnier Greene Hubbard tornou-se o primeiro presidente, e seu genro, Alexander Graham Bell foi seu sucessor. Seu propósito era divulgar e melhorar o conhecimento geral da geografia e do mundo entre o público geral. Para este fim, realiza viagens de exploração e uma publicação mensal da revista National Geographic. Ela foi publicada pela primeira vez nove meses depois da fundação da sociedade. Se tem convertido em uma das revistas mais conhecidas ao redor do mundo e é facilmente identificada por sua característica moldura amarela. É uma publicação mensal, embora ocasionalmente se tenham realizado edições especiais. Além dos artigos sobre diversos lugares, história de cada canto do planeta, a revista é reconhecida amplamente por sua qualidade editorial com ótimas fotografias, o que a torna uma das melhores publicações gráficas do mundo. Inclusive publicou fotografias a cores no começo do século 20, quando esta tecnologia era incipiente. A revista National Geographic é publicada atualmente em 32 idiomas em muitos países ao redor do mundo. Também é muito conhecida pelos freqüentes mapas detalhados que oferece sobre as regiões que visita. Inclusive os arquivos dos mapas da Sociedade têm sido utilizados pelo governo dos Estados Unidos nos momentos que seus recursos cartográficos eram limitados. Em setembro de 1997, a sociedade lançou seu próprio canal televisivo, o National Geographic Channel que se pode ver por via cabo ou via satélite. 4 de cada 10 pessoas no mundo assistiram pelo menos uma vez na vida um documentário ou leram uma revista da National Geographic.

CORRIDA CONTRA O TEMPO...



Com o fim das reservas mundiais de petróleo, já que elas não são infinitas, vários países, mesmo com o acidente da usina de Fukushima, no Japão iniciam ou retomam projetos de construção de usinas nucleares, a justificativa é tosca, mas com certo sentido, o preço do barril de petróleo pode passar dos 100 dolares. Dizem os especialista que a França é um exemplo de planejamento energético por ter antecipado em quase 5 décadas, a necessidade de não depender das importações de petróleo, outro argumento justificavel, dizem que o combustível nuclear é mais seguro e menos poluente. Conhecemos já essa história. 441 reatores estão em atividade em 31 países, produzindo Plutônio, ao ser separado e tratado pode ser utilizado na fabricação de armas nucleares. Aproximadamente 30 mil ogivas atômicas integram os arsenais das potências militares, que é uma forma de arma nuclear encapsulada que as torna menor e mais versátil. 8 países possuem bombas atômicas, são eles: Estados Unidos, Rússia, Inglaterra, França, China, Israel, Índia e Paquistão e a Coréia do Norte talvez venha a tê-la. Começou a corrida contra o tempo ou começou uma corrida contra o fim do nosso tempo...

17 de abril de 2011

MAHABHARATA: "A GRANDE HISTÓRIA DA HUMANIDADE"


O mais longo poema épico de todos os tempos já foi traduzido em várias Idiomas. Transformou-se em livros, peças teatrais e em filme. Sua fantástica história ainda é, contudo, pouco conhecida com acontecimentos, um tanto exóticos e estranhos para a nossa visão ocidental, porém repleto de simbologias, feito para o entendimento das mentes místicas orientais e evoluidas. Erudito e popular, o Mahabharata que em Sânscrito significa " a grande história da humanidade ", corporifica a essência cultural da Índia. Trata-se do relato da disputa dinástica entre dois grupos de primos que culmina numa apocalíptica batalha, pondo em risco toda a sorte do mundo. A narração da guerra é realçada por histórias secundárias que fornecem uma base social , moral e cosmológica aos combates. Todos os eventos do conflito decorrem sempre da obediência ou desobediência do darma, lei que rege a ordem secreta e pessoal que cada um traz em sí e se desrespeitado resulta em desastre. A narrativa é feita por Vyasa, um velho eremita com trajes de mendigo, que às vezes participa da história. Outro protagonista é um menino e Ganesha, o deus com cabeça de elefante que escreve os relatos em um livro. O Início da História se dá na idade do ouro, quando, sob o reinado de Santanu, no qual a terra vive em paz e sem misérias. Perdidamente apaixonado por Satyavata, mãe de Vyasa, o eremita, o rei foi pedi-la em casamento ao pescador que a criara. No entando o velho pescador impôs uma condição: que o filho resultante do casamento fosse o sucessor do reino. Porém o direito natural pertencia a Bhishma, o filho perfeito, invencível e sábio que tivera com Ganga, a divindade do rio. O Mahabharata conhecido também como Mahabarata ou Mahabharata é um dos dois maiores épicos clássicos da Índia, juntamente com o Ramáiana. Sua autoria é atribuída a Krishna Dvapayana Vyasa. O texto é monumental, com mais de 74.000 versos em sânscrito, e mais de 1,8 milhões de palavras; se o Harivamsa for incluído como sendo anexo e parte da obra, chega-se a um total de 90.000 versos, compondo o maior volume de texto numa única obra humana. O Mahabharata é sem dúvida o texto sagrado de maior importância no hinduísmo, e pode ser considerado um verdadeiro manual de psicologia evolutiva de um ser humano. A obra discute o tri-varga ou as três metas da vida humana: kama ou desfrute sensorial, artha ou desenvolvimento econômico e dharma a religiosidade mundana que se resume em códigos de conduta moral e rituais, obrigatórios para quem deseja o desfrute e o poder econômico que adquire o desfrute. Além dessas metas mundanas o Mahabharata trata de moksha, ou a liberação do ciclo de tri-varga e a saída do samsara, ou ciclo de nascimentos e mortes. Em outras palavras, é uma obra que visa o conhecimento da natureza do "eu" e a sua relação eterna com toda a criação e aquilo que transcende a ela. Com atores de várias nacionalidades para mostrar a universalidade do livro, foi lançado em 1989 o filme com o mesmo nome, sob direção de Peter Brook.

16 de abril de 2011

RENÉ DESCARTES, "COGITO, ERGO SUM"

Filósofo, físico e matemático francês, a sua obra mais conhecida é "O discurso do método", é de Descartes, o principio filosofico de que a ignorância total e absoluta não pode jamais levar ao conhecimento de alguma coisa. Para que cheguemos a estudar e aprender alguma coisa, é preciso que surja no espírito alguma dúvida, em outras palavras, a "dúvida é a mãe da sabedoria". Em qualquer investigação cientifica séria, diz Descartes, o investigador deve colocar-se em estado de absoluta neutralidade, levantando a dúvida inicial e levando esta dúvida até a concretização da certeza, esta é chamada dúvida metódica que contrapõe à dúvida cética. Equivalendo a um raciocínio completo sobre a existência de cada ser humano, ele diz: "Cogito, ergo sum", "Penso, logo existo". Rné descartes escreveu: "Meditaçãoes Metafísicas", "Princípios da Filosofia", "Tratado da Paixões da Alma". Defendia a substancialidade do corpo, a existência da alma, o raciocínio livre e consciente do homem e a existência de Deus. René Descartes nasceu em 1596 em La Haye - não a cidade dos Países-Baixos, mas um povoado da TouraineEsta última chama Descartes para junto de si. Após muitas tergiversações, o filósofo, não antes de encarregar seu editor de imprimir, para antes do outono, seu Tratado das Paixões - embarca para Amsterdã e chega a Estocolmo em outubro de 1649. É ao surgir da aurora (5 da manhã!) que ele dá lições de filosofia cartesiana à sua real discípula, a princesa palatina Elisabeth. Descartes, que sofre atrozmente com o frio, logo se arrepende, ele que "nasceu nos jardins da Touraine", de ter vindo "viver no país dos ursos, entre rochedos e geleiras". Mas é demasiado tarde. Contrai uma pneumonia e se recusa a ingerir as drogas dos charlatões e a sofrer sangrias sistemáticas, morrendo a 9 de fevereiro de 1650.Como um católico num país protestante, ele foi enterrado num cemitério de crianças não batizadas, na Adolf Fredrikskyrkan, em Estocolmo. Em 1667, os restos de Descartes foram repatriados para a França e enterrados na Abadia de Sainte-Geneviève de Paris. Um memorial construído no século XVIII permanece na igreja sueca. Embora a Convenção, em 1792, tenha projetado a transferência do seu túmulo para o Panthéon, ao lado de outras grandes figuras da França, desde 1819, seu túmulo está na Igreja de Saint-Germain-des-Prés, em Paris.

15 de abril de 2011

MIG 31 "FOXHOUND"

"Mikoyan Gurevich" ou MiG-31, lançado em 1979 é uma versão revista e modificada do caça interceptor MiG-25. O estudo de uma modernização ou modificação do MiG-25 começou ainda nos anos 70, quando os soviéticos perceberam que o MiG-25, que tinha sido construído para interceptar bombardeiros supersónicos MACH-3 dos Estados Unidos, teria pouca utilidade nessa função, pois os norte-americanos tinham decidido não continuar com esses projetos. Batizado no ocidente como "Foxhound", o MiG-31 foi concebido para ser mais leve, tendo sido reduzida a quantidade de aço, que passou a representar apenas 50% do peso do avião, em vez de 80% como no caso do MiG-25. O MiG-31 caracterizou-se por ter sido o primeiro avião de combate operacional a dispor de um radar do tipo Phased-Array modelo Zaslon, que tem capacidade para seguir e interceptar mísseis de cruzeiro como o Tomahawk norte-americano. O radar pode seguir 10 alvos simultaneamente e guiar mísseis contra quatro deles simultaneamente. Em testes e voando a 6.000 de altura, o MiG-31 conseguiu distinguir e destruir um míssil de cruzeiro a voar a 60m de altura, e voando a 16.000m ele conseguiu com os seus mísseis ar-ar, abater um alvo que voava a 4.000m mais acima. As versões mais recentes do MiG-31 passaram a ser equipadas com o míssil R-77 de médio alcance. As versões mais recentes do MiG-31 podem atacar simultaneamente seis alvos.

TRIO ESPERANÇA, O QUE É BOM É PARA OUVIR SEMPRE

Formado no Rio de Janeiro em 1958 pelos irmãos Mário, Regina e Evinha, o "Trio Esperança" estreou em 1961 no programa de calouros de Hélio Ricardo e em seguida passou a apresentar-se no programa de José Messias, na Rádio Mundial, do Rio de Janeiro, o sucesso foi atingido com o lançamento de Filme Triste, "Loudermilk", versão de Romeu Nunes, incluído no LP "Nós Somos Sucesso" em 1963. O trio apresentou-se no programa Jovem Guarda, da TV Record, de São Paulo, destacando-se com Meu Bem Lollipop, "Morris", versão de Gerson Gonçalves, Festa do Bolinha de Roberto Carlos e Erasmo Carlos e Gasparzinho de Renato Correia. Em 1968 a cantora Evinha deixou o grupo e passou a atuar sozinha, conseguindo o primeiro lugar, no "IV Festival internacional da Canção" em 1969, com a música "Cantiga por Luciana" de Paulinho Tapajós e Edmundo Souto. O disco acima "Trio Esperança", 1971, é mais um dessas excelentes obras musicais para ser comentando no blog, com uma qualidade vocal raramente vista nos dias atuais, com arranjo musical dos maestros, Orlando Silveira e Geraldo Vespar. Estas são as músicas do disco:

01 – Os Reis Magos (Les Rois Mages)

02 – Impossível acreditar que perdi você

03 – Passeio à tarde

04 – Dr. bom humor

05 – Não aguento você

06 – O dia que foi lindo

07 – Na hora do almoço

08 – Moro no fim da rua

09 – Pra ver o céu azul

10 – It is the day

11 – Não faz sentido

12 – Noves fora (O progresso)

14 de abril de 2011

O MESTRE DA LÍNGUA PORTUGUÊSA

Considerado o maior escritor brasileiro de todos os tempos e não são poucos os estudiosos que apontam-o como o maior ficcionista da língua portuguesa. O caminho entre a pobreza da infância e o reconhecimento como o maior escritor do Brasil, no fim de sua vida, ele o fez por seu próprio esforço. Joaquim Maria Machado de Assis cronista, contista dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta, nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839, no morro do Livramento. De saúde frágil, epiléptico e gago, filho de um operário negro, José de Assis e de uma morena açoriana, Dona Maria Leopoldina Machado de Assis. Aquele que viria a tornar-se o maior escritor do país e um mestre da língua perde a mãe muito cedo e é criado pela madrasta, Maria Inês, também mulata, que se dedica ao menino e o matricula na escola pública, única que frequentará o autodidata Machado de Assis, mas não teve dinheiro para prosseguir. Passou a estudar sozinho, um padre e professor, Silveira Sarmento orientava sua aprendizagem. Seu primeiro emprego foi de tipógrafo aos 15 anos. Trabalhando nessa mesma profissão na Imprensa Nacional, conheceu o escritor Manuel Antônio de Almeida, que o apresentou a outros escritores. Machado de Assis foi o fundador da Academia Brasileira de Letras. Sendo também fundador da cadeira nº. 23, e escolheu o nome de José de Alencar, seu grande amigo, para ser seu patrono. Dizem os críticos que Machado era "urbano, aristocrata, cosmopolita, reservado e cínico, ignorou questões sociais como a independência do Brasil e a abolição da escravatura. Passou ao longe do nacionalismo, tendo ambientado suas histórias sempre no Rio, como se não houvesse outro lugar. Machado de Assis dizia: ” Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar.” Sua obra constitui-se de 9 romances e 9 peças teatrais, 200 contos, 5 coletâneas de poemas e sonetos, e mais de 600 crônicas. Suas primeiras produções foram editadas por Paula Brito, e, mais tarde, por Baptiste-Louis Garnier. Garnier havia chegado ao Rio de Janeiro em 1844 de Paris e estabeleceu-se aí como uma figura notória do mercado livreiro brasileiro. Em maio de 1869, Machado assinou um contrato com Garnier, para o editor francês publicar suas obras; cada volume saía com tiragem de mil exemplares. Sabe-se que o autor recebeu 200 réis por seu primeiro livro de contos, “Contos Fluminenses” de 1870, e por “Falenas” de 1870. A morte de sua esposa, Carolina Augusta Xavier de Novais, em 1904, é uma sentida perda, tendo o marido dedicado à falecida o soneto “Carolina”, que a celebrizou, Manuel Bandeira afirmaria anos mais tarde, que é uma das peças mais comoventes da literatura brasileira. No dia 29 de setembro de 1908 na casa de Cosme Velho, Machado de Assis morre aos sessenta e nove anos de idade e entra para história como o maior escritor brasileiro de língua portuguesa.

ORQUESTRA TABAJARA, ENTRE AS MELHORES

A Orquestra Tabajara foi fundada em 1934 em João Pessoa na Paraíba, pelo Oliver Von Sohsten que veio da Holanda para dirigir uma empresa que se instalara na cidade. Em 1937, com a inauguração da Radio Tabajara na mesma cidade, a orquestra foi contratada para fazer parte de seu elenco. Nesta época Severino Araujo foi convidado para integrar o naipe de sax da "Jazz Tabajara" que já contava com músicos famosos dos quais se destacavam-se: K. Ximbinho, José Leocadio, Geralso Medeiros, Porfírio Costa, Raimundo Napoleão. Cláudio de Luna Freire, Olegário de Luna Freire, diretor. Com a morte repentina de Luna Freire, Severino Araujo, com apenas 21 anos de idade assume a direção daquela que seria considerada a mais famosa orquestra popular do Brasil. Daí, a fama da orquestra chegou ao Rio de Janeiro, então capital do país e pólo de produção musical. Em dezembro de 1944, a Orquestra Tabajara recebeu da Rádio Tupi o convite para se apresentar na capital e a estréia aconteceu no dia 20 de janeiro de 1945, tendo tido grande repercussão no país, visto que foi transmitida em cadeia nacional. A partir dessa data, a orquestra permaneceu por 10 anos como contratada da Rádio Tupi. Posteriormente, passou mais 5 anos na Rádio Mayrink Veiga, 10 na Rádio Nacional e 5 na TV Rio, onde Severino se destacou com a excelente execução da Abertura do Guarani de Carlos Gomes, no 1º festival internacional da Canção, apresentado pela emissora. A orquestra anima bailes desde os anos 40 até os dias atuais, ela gravou mais de 100 disco de 78 rpm e é também encontrada em cd, seu repertorio é variado indo do Jazz a MPB. A Orquestra Tabajara é uma daquelas coisas boas do Brasil, que dá orgulho, é um prazer ouvi-la e você que nunca a ouviu é uma excelente oportunidade de conhecer uma das melhores orquestras desse estilo no mundo.

12 de abril de 2011

12 DE ABRIL DE 2011: 50 ANOS DO PRIMEIRO VÔO DO HOMEM AO ESPAÇO

No dia 4 de outubro de 1957, a extinta União Soviética anunciou que seus cientista haviam posto em órbita, um satélite artificial da Terra, o mundo inteiro assombrou-se com o acontecimento. Os russos deram ao satélite o nome "Sputnik". Com o invento do avião, o homem havia quebrado as correntes que o prendiam à Terra, estava em condições favoraveis de ultrapassar o limite atmosferico que envolve seu planeta, a Terra, estava proximo de realizações e descobertas que ultrapassariam as que foram feitas na época das grandes explorações ultramarinas nos séculos XV e XVI. Os russos lançaram outro Sputnik que pesava mais de 1300 kg. No final do ano de 1960, lançaram naves espaciais não tripuladas. O russo Iuri Alekseievitch Gagarin foi o primeiro homem a ir para o espaço, em um vôo orbital de 48 minutos, a bordo da nave Vostok I. O vôo de Gagarin ocorreu em 12 de Abril de 1961. Neste vôo ele disse a famosa frase: "A Terra é azul". Durante o voo, Gagarin não pode operar os controles de sua nave porque o ambiente de microgravidade só havia sido testado em animais, e os técnicos não sabiam seus efeitos sobre o homem. A missão foi inteiramente controlada pelo centro de controle em terra, a única coisa que Gagarin tinha ao seu dispor era um "botão de pânico" em caso de alguma emergência, o cosmonauta regressou em perfeitas condições. 8 anos e 3 meses depois, desse fato histórico, o astronauta americano Neil Armstrong pisava na Lua.

GLENN MILLER, MAIS UM DOS EXCELENTES MÚSICOS DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO 20

Alton Glenn Miller foi um músico de jazz norte-americano, tocava trombone, arranjador, compositor e bandleader na era do swing. Ele foi um dos artistas que mais vendeu discos de entre 1939 e1943, conduzindo um das mais conhecidas "Big Bands". Miller gravou músicas notáveis como: “In the mood”, “American patrol”, “Chattanooga choo choo”, “A string of pearls”, “Tuxedo Junction”, “Moonlight Serenade”, “Little Brown Jug” e “Pensilvânia 6000-5000”. Em 1926, Miller fez turnê com vários grupos, acabando por conseguir um bom lugar no grupo de Ben Pollack, em Los Angeles. Durante sua passagem com Pollack, Miller escreveu vários arranjos musicais de sua autoria. Ele também co-escreveu sua primeira composição, "Room 1411", escrito com Benny Goodman e lançado como um Brunswick 78. Durante o final dos anos 20 e início dos anos 30, Miller conseguiu ganhar a vida trabalhando como trombonista freelance em várias bandas. Glenn Miller tocou ao lado de Tommy Dorsey, Benny Goodman, Joe Venuti e na Orquestra All-Star, dirigido por Nat Shilkret. Em 14 de novembro de 1929, um vocalista original chamado Red McKenzie Glenn contratado para tocar em duas músicas que são consideradas clássicos do jazz: "Hello, Lola" e "If i could be with you tonight one hour". Ao lado de Glenn tocou o clarinetista Pee Wee Russell, o guitarrista Eddie Condon, o baterista Gene Krupa e Coleman Hawkins em saxofone tenor. Glenn Miller fez sua primeira aparição no filme de 1935 da Paramount Pictures, "The Big Broadcast" of 1936" como membro da orquestra de Ray Noble tocando "Why Stars Come Out at Night". "The Big Broadcast of 1936", estrelado por Bing Crosby, George Burns , Gracie Allen, Ethel Merman, Jack Oakie, e Bill "Bojangles" Robinson, e também contou com as performances de Dorothy Dandridge e os Irmãos Nicholas, que apareceriam com Miller novamente em dois filmes da Twentieth Century Fox em 1941 e 1942. Enquanto ele estava viajando para entreter as tropas dos Estados Unidos na França durante a Segunda Guerra Mundial, o avião de Glenn Miller desapareceu no mau tempo sobre o Canal Inglês. O seu corpo nunca foi achado. Em 1953 foi lançado "Música e lágrimas" "The Glenn Miller Story", direção: Anthony Mann, com James Stewart, June Allyson, Harry Morgan. O filme também dá detalhes acerca da vida nos Estados Unidos entre 1929 e 1945.

OS ESTADOS E SEUS CIDADÃOS PRESIDENTES


13 Estados brasileiros tiverem seus cidadãos nascidos em seu território ocupando o cargo mais importante do país, o de Presidente do República, seja pelo voto direto, indireto, juntas em governos militares, golpes, ou provisoriamente. Está assim distribuido:
MG - 08 Presidentes


RS - 07 Presidentes

RJ - 06 Presidentes

SP - 05 Presidentes

AL - 03 Presidentes

PB - 03 Presidentes

MA - 02 Presidentes

CE - 02 Presidentes

MT - 02 Presidentes

RN - 02 Presidentes

SC - 02 Presidentes

BA - 01 Presidente

PE - 01 Presidente

E estes são os Estados que nunca tiveram um cidadão nascido em seu território ocupando o cargo de Presidente da Repúbica, são eles: DF, GO, MS, PI, SE, PR, ES, RR, RO, AC, AM, AP, PA, TO.

FENÔMENO LA NIÑA


La Niña representa um fenômeno oceânico-atmosférico com características opostas ao El Niño, e que caracteriza-se por um esfriamento anormal nas águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. Alguns dos impactos de La Niña tendem a ser opostos aos de El Niño, mas nem sempre uma região afetada pelo El Niño apresenta impactos significativos no tempo e clima devido à La Niña.O fenômeno La Niña, que é oposto ao El Niño, corresponde ao resfriamento anômalo das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial Central e Oriental formando uma “piscina de águas frias” nesse oceano. À semelhança do El Niño, porém apresentando uma maior variabilidade do que este, trata-se de um fenômeno natural que produz fortes mudanças na dinâmica geral da atmosfera, alterando o comportamento climático. Nele, os ventos alísios mostram-se mais intensos que o habitual, média climatológica e as águas mais frias, que caracterizam o fenômeno, estendem-se numa faixa de largura de cerca de 10 graus de latitude ao longo do Equador desde a costa peruana até aproximadamente 180 graus de longitude no Pacífico Central. Observa-se, ainda, uma intensificação da pressão atmosférica no Pacífico Central e Oriental em relação à pressão no Pacífico Ocidental. O fenômeno La Niña não ocorre todos os anos e da mesma forma. Sua freqüência é de 2 a 7 anos, com duração aproximada de 9 a 12 meses, há casos que pode durar até 2 anos.

FENÔMENO EL NIÑO



De vez em quando, tanto pode ser de dois em dois anos, como de sete em sete anos, os habitantes da costa ocidental da América do Sul, Perú, Chile e Equador, notam que um pouco antes do Natal as águas do mar, o Oceano Pacífico, começam a aquecer à superfície, e que as anchovas e outros peixes, muito abundantes na região, desaparecem deixando os pescadores completamente sem nada que fazer. Os habitantes daquela região chamaram-lhe "el niño", o menino, por aparecer nesta altura do ano, em que se festeja o nascimento do outro menino, o Jesus. Então, El Niño é o nome dado a um fenômeno que ocorre nas águas do pacífico e que altera as condições climáticas em diversas partes do mundo. Como já foi dito o El Niño dura de 12 a 18 meses em média em intervalos de 2 a 7 anos com diferentes intensidades. Quando ocorre o fenômeno as mudanças do clima são diferentes em cada parte afetada do mundo como por exemplo secas no sudeste asiático, invernos mais quentes na América do norte e temperaturas elevadas na costa oeste da América do sul, que faz com que os pescadores do Peru sejam prejudicados. Todas estas mudanças ocorrem devido ao aumento da temperatura na superfície do mar nas águas do pacífico equatorial, principalmente na região oriental. Isto faz com que a pressão na região diminua, a temperatura do ar aumente e fique mais úmido, no pacifico oriental. Esta mudança nesta parte do mundo causa uma mudança drástica de direção e velocidade dos ventos a nível global, fazendo com que as massas de ar mudem de comportamento em varias regiões do planeta. O El Niño provoca o enfraquecimento dos ventos alísios na região equatorial, ou seja, nos ventos que sopram de leste para oeste, provocando mudanças nas correntes atmosféricas que irão acarretar em precipitações e secas anormais em diversas partes do globo, além de aumento ou queda de temperatura, também anormais. O fenômeno vem sendo registrado desde 1877, tendo alcançado seu pico no período de 1997 a 1998, quando houve o maior número de catástrofes. O El Niño ocorre periodicamente com variação de 1 a 10 anos entre cada ocorrência

11 de abril de 2011

MUTANTES E SEUS COMETAS NO PAÍS DO BAURETS

Lançado em 1972, "Mutantes e seus cometas no país do Baurets", foi o quinto álbum da banda tropicalista Mutantes e o último disco a apresentar os seus três membros fundadores: Rita Lee, Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. A arte de capa do álbum é de quadrinista Alain Voss. Com músicas como "Posso perder minha mulher, minha mãe, desde que eu tenha o rock and roll" e "Dune buggy", tornou-se um disco gostoso de ouvir e lembrar da velha infância no ínicio dos anos 70. A música "Balada do louco", um clássico da MPB. "A hora e a vez do cabelo nascer" foi regravado pela banda Sepultura em inglês e está no seu disco "Beneath the remains" de 1989. Um disco ousado, com performance longas e com mais espaço para os músicos "Mutantes e seus cometas no país do Baurets" , um daqueles discos clássicos da MPB, produzido num tempo que certas palavras eram censuradas...

10 de abril de 2011

MUSTANG 1967

O Ford Mustang é um carro fabricado pela Ford Motor Company. Ele foi inicialmente baseado na segunda geração norte-americana Ford Falcon, um carro compacto, Introduzido no início de abril de 1964, o Mustang 1965 foi o lançamento de maior sucesso da montadora desde o Modelo A. Esse carro forçou as outras fábricas a criarem uma classe de automóveis esportivos e deu origem a concorrentes como Chevrolet GM Camaro, Javelin AMC, a renovada Chrysler Plymouth Barracuda. Também inspirou os "coupés', atualmente essa designação se refere à automóveis de capota fixa geralmente para 2 ocupantes e de 2 portas. A diferenciação entre o coupé e o sedan 2 portas está no menor espaço, volume, atrás dos bancos traseiros. Visualmente uma das características comuns mais marcantes está na carroceria é a suave inclinação da ultima coluna da capota como o Toyota Celica e o Ford Capri, que eram exportados para os Estados Unidos. Quando o Ford Mustang 1967 foi lançado, muitos consumidores reclamaram que era muito grande e muito pesado comparado com os populares modelos 1965 e 1966. É irônico que esses mesmos aspectos causaram entusiastas a apreciar e venerar o Ford Mustang 1967 mais do que fazem qualquer um desses Mustangs outras incluídas no grupo designado por "late 65's". São 13, as combinações disponíveis de transmissão do motor do Mustang 1967, que vão desde o econômico 200 Six com uma transmissão manual de três velocidades para o poderoso V8 GT 390 4V "four-on-the-floor". Com esta variedade de escolha, os compradores poderão escolher qual Mustang serve para atender suas necessidades de condução. O Mustang 67 é um carro fantástico, provavelmente vai proporcionar momentos de diversão, e nesse momento quando começar a dirigi-lo numa rua ou rodovia decente desse país, a sensação dos que forem experimenta-lo será indescritível.

LEGIÃO URBANA DOIS


O segundo disco da banda Legião Urbana é mais uma desse trabalhos com qualidade da música mundial e em particular do rock nacional. O LP "Dois", foi lançado em 1986, com a formação: Renato Russo: voz, teclados e violões, Dado Villa-Lobos: guitarras, violões, Renato Rocha: contrabaixo elétrico e Marcelo Bonfá: bateria, percussão. Na música "Daniel na cova dos leões" em seu começo é possível ouvir um pouco da canção "Será" envolto a ruídos de rádio e do hino da Internacional Socialista. É o segundo álbum mais vendido da banda, com mais de um milhão de cópias, e considerado por muitos o mais romântico e por mim o melhor da banda. A faixa "Tempo Perdido" fez um grande sucesso e tornou-se um dos clássicos da Legião e um hino da juventude dos anos 80. "Eduardo e Mônica", quase que uma crônica; "Índios", uma das músicas mais refexivas já compostas, "Quase Sem Querer", "Andreia Doria", com letras irretocávéis, também são faixas desse peculiar e agradável disco. Este álbum entrou na lista da revista especializada Rolling Stone entre os 100 maiores discos da música brasileira. Uma pena que tenhamos nos dias atuais ter que ouvir nas TV's e rádios, músicas de qualidade dúbia e de péssimo gosto. A poesia de Renato Russo tem feito falta.


8 de abril de 2011

PLANETA VERDE CHAMADO AMAZÔNIA.

No Brasil, os boatos tem mais prestigios do que a ciência, há muitas razões para a preservação e a conservação ecologica da floresta amazônica, mas são ditas apenas as falsas razões. Entre essas falsas razões está o mito de que a Amazônia produz oxigênio para a humanidade e que a selva absorve o gás carbônico em excesso. As pessoas ouviram dizer que as árvores produzem oxigênio e como na Amazônia há milhões de árvores, concluiram que lá é produzido muito oxigênio. O que não é dito é que as árvores já atingiram seu equilibrio vital, estão maduras, não produzem mais oxigênio, nesse caso se enquadram as florestas tropicais. As florestas adultas não absorvem gás carbônico, além dos que ela geram no seu metabolismo diário e vital, porém, mais de 90% de todo oxigênio do planeta é produzido por organismos vegetais microscópios que habitam a superficie dos oceanos, os fitoplânctons. É preciso conscientizar de que não se pode queimar e desmatar a Amazônia à vontade, pesquisadores e cientistas defendem a integridade física da floresta e a sua ocupação apenas para atividades econômicas que agridam o minimo possível sua totalidade. Uma razão fortissima é a exorbitante proliferação da vida na floresta, no espaço ocupado pela sola de um calçado que pise na selva amazônica, podemos encontrar aproximadamente 1500 espécies de animais e vegetais. contabilizando-se fungos e microorganismos, calcula-se que 2 milhões de espécies tenham a Amazônia como seu habitat. Seis em cada dez espécies de seres vivos animais vivem nas florestas tropicais, pouco mais de 30% desses seres vivos são conhecidos dos cientistas e biológos. Destruir 10 metros quadrados de floresta tropical sem conhece-la ou pesquisa-la é o mesmo que rasgar um livro sem lê-lo...

O MESTRE DA ARTE SURREALISTA






Salvador Dalí foi uma das mais polêmicas figuras da arte contemporânea, mas isso não impediu que sua obra fosse reconhecida como uma das mais audaciosas e apuradas da pintura surrealista. Salvador Felipe Jacinto Dalí nasceu em Figueras, Catalunha, na Espanha, em 11 de maio de 1904. Desde cedo revelou talento para o desenho e o pai, um tabelião, mandou-o a Madri para estudar na Escola de Belas Artes de San Fernando, da qual seria expulso anos depois. Na capital espanhola conheceu o cineasta Luis Buñuel e o poeta Federico García Lorca. Suas primeiras obras, como "Moça à janela", enquadradas numa linha naturalista e minuciosa, já produziam uma ambígua sensação de irrealidade, que se acentuaria posteriormente. Em 1928, persuadido pelo pintor catalão Joan Miró, transferiu-se para Paris e aderiu ao movimento surrealista. Foi por essa época que conheceu a mulher do poeta Paul Éluard, Gala, sua futura companheira e modelo. Colaborou então com Buñuel em dois filmes célebres, "Um cão andaluz", "Un chien andalou" de 1928 e "A idade do ouro", "L'Âge d'or" de 1930. Pintou algumas de suas melhores obras como "A persistência da memória", "O nascimento dos desejos líquidos", "Primeiros dias de primavera". Nelas exibia um estilo maduro que, atestava absoluta originalidade como representação de um mundo onírico, povoado de alegorias metafísicas e imagens sexuais, apoiadas numa técnica apurada. Sua exposição de 1933 lhe deu fama internacional e Dalí lançou-se, então, a uma vida social repleta de provocações e excentricidades. Essa atitude, por alguns considerada mistificadora e venal, aliada a uma postura apolítica, provocou sua expulsão do grupo surrealista. Durante esse período, adotou o "método de interpretação paranóico-crítico", baseado nas teorias da psicanálise, associando elementos delirantes e oníricos numa linguagem pictórica realista, com freqüentes imagens duplas e objetos do cotidiano, como em "Construção mole com ervilhas cozidas", "Praia com telefone", "Premonições da guerra civil", "Canibalismo de outono" e "O sono". Durante a segunda guerra mundial, Dalí radicou-se nos Estados Unidos, perto de Hollywood, e colaborou em alguns filmes. No final da década de 1940 regressou à Espanha e deu início a uma fase inpirada em obras-primas de pintores do passado, como "A última ceia", de Leonardo da Vinci, "As meninas", de Velázquez, "Angelus", de Millet, "A batalha de Tetuan", de Meissonier, e "A rendeira", de Vermeer de Delft, seu pintor favorito. Posteriormente, alternou a pintura com o desenho de jóias e a ilustração de livros. Enquanto isso, sucediam-se as retrospectivas de sua obra, Nova York, 1966; Paris, 1979; Madri, 1982 e, à medida que diminuíam suas aparições públicas, a polêmica dava lugar à renovação do interesse por sua pintura. Em 1974 foi inaugurado em Figueras o Museu Dalí. Oito anos depois morreu Gala, fato que incidiu negativamente sobre sua atividade artística. Em 23 de janeiro de 1989, na mesma Figueras sua cidade natal, morreu Salvador Dalí, o mestre e gênio da arte surrealista.

SURFISTA PRATEADO, O HERÓI FILOSÓFICO DOS QUADRINHOS


O Surfista Prateado surgiu pela primeira vez no arco de histórias do Quarteto Fantástico conhecida como "A Trilogia de Galáctus". Como de costume, Stan Lee escreveu o roteiro em algumas poucas páginas e passou para Jack Kirby. Nesse primeiro roteiro, o Surfista não aparecia. Quando Kirby apresentou os desenhos para que Lee colocasse os diálogos e demais finalizações, ele notou que havia sido incluída a figura do Surfista. Kirby justificou o personagem alegando que um ser tão poderoso como Galáctus deveria ter um arauto. Lee de imediato gostou da idéia, e acabou por achar que o personagem tinha uma postura nobre, passando a desenvolvê-lo nesse sentido. O Surfista apareceu em outras histórias do Quarteto, chamando a atenção de Alícia Masters, a namorada cega do Coisa. Depois enfrentaria o Doutor Destino e participaria de uma aventura do Hulk, até que Lee resolvesse lançar uma revista tendo ele como o Herói principal. O surfista era originalmente Norrin Radd, um astrônomo novo do planeta Zenn-La. Concordou servir como arauto à entidade god-like, Galactus, a fim conservar Zenn-La. Os poderes enormes concedidos, uma aparência prateada e uma prancha de surf como o veículo, que foram modeladas após uma fantasia de Radd - surfista de prateado da infância vaguearam o cosmos, procurando por planetas novos para que Galactus consumisse. A Marvel lançou a revista do herói em 1968, um belo trabalho de Stan Lee e principalmente do desenhista John Buscema que depois desenharia por anos as histórias do bárbaro Conan. A partir de 1971, o Surfista Prateado viveria algumas aventuras com o recém-formado grupo de super-heróis chamado de Defensores. Compunham originariamente esse grupo Namor, Hulk e Doutor Estranho. Os roteiros mostravam um herói pacifista e nobre, preocupado com as guerras e com o destino da Terra. Causou estranheza aos leitores da Marvel da época, habituados com personagens violentos e anti-heróis como o Hulk ou o Coisa e a revista acabou por ser cancelada menos de dois anos depois de ser criada. Nos anos 80 virou um personagem " cult" ao ser citado em fala do ator Richard Gere na refilmagem americana de 1983, "A Força do Amor" do filme francês À bout de souffle ou Acossado, de Godard . Assim, em 1987 o herói voltaria em novas séries de histórias como protagonista, desta vez como um viajante cósmico. No período que passou na Terra, ele aprendeu muito sobre a humanidade e a nobreza que o liberto e continua a viver muitas aventuras ao lado de heróis terráqueos.

DISCO "DESTROYER" DO KISS, OUTRA RARIDADE

O disco "Destroyer" de 1976 do Kiss é o quarto albúm da banda, com a formação clássica Paul Stanley e Ace Frehley nas guitarras, Gene Simmons no baixo e Peter Criss na bateria. Este disco fora responsável por elevar as músicas do Kiss a um nivel de rock de primeira. O disco é uma reunião de grandes clássicos e a maioria de suas faixas são obrigatórias nos shows até os dias atuais. É mais um dos álbuns clássicos do Rock, com músicas como "Detroit rock city", "Do you love me", "Shout It Out Loud", "God of Thunder", "King of the Night Time World". A canção "Great Expectations" usa a primeira frase do tema principal do segundo movimento da Sonata de Beethoven n º 8 em C Menor, opus 13 "Pathétique", mas a composição é creditada a Simmons e Ezrin, produtor da banda. Kiss "Destroyer" é um disco essêncial na coleção dos ouvintes do bom e velho rock, mais uma raridade...

6 de abril de 2011

IDIOMAS, QUEM FALA MAIS, MANDA MAIS?

O idioma mais falado do mundo é o chinês, (mandarim) em seguida vem o inglês, indi, (Índia), espanhol, árabe, português, bengali, (Bangladesh), indonésio, russo, francês e o japonês. O chinês é o idioma de mais de 1 bilhão de pessoas ou seja, um terço da população mundial, porém é o inglês, a lingua que possui o maior número de jornais, livros, revistas e biblias publicadas. No mundo existem mais de 3.200 dialetos e 2.950 idiomas vivos. O menor alfabeto é o havaiano que tem apenas 11 letras: A-E-H-I-K-L-M-O-P-U-W. Quase todos os povos do mundo escrevem da esquerda para direita. Os membros da acadêmia adâmica no século II, compareciam nus nas assémbleias para imitar a inocência de Adão antes do pecado, escreviam de baixo para cima, para render homenagem à direção ao céu, de onde partiu a ciência. Os povos do Oriente na sua totalidade escrevem da direita para esquerda em honra ao ocidente, de onde viera a luz, segundo a tradição. na Grecia e na Rússia, no passado, não sabendo como homenagear uma direção certa, escreviam em linha da direita para esquerda e a mesma frase, da esquerda para direita, por esse motivo muitas de suas letras eram invertidas como até hoje se verifica no alfabeto russo.

APOLLO 13, INTELIGÊNCIA, SORTE E...

A Apollo 13 foi Lançada no dia 11 de abril de 1970, cinco meses após a Apollo 12 ter retornado da Lua. Durante os primeiros dois dias da missão a viagem estava tranqüila, desafiando os presságios dos supersticiosos com relação ao número 13. As nove horas da noite, hora de Houston, centro do controle da missão e da espaçonave, do dia 13 de abril, a tripulação tinha acabado de fazer uma rotineira transmissão de TV. O comandante James Lovell e o piloto do módulo lunar 'Aquarius' Fred Haise, completavam uma checagem do módulo e o piloto do módulo de comando Odissey 'Jack' Swigert estava se preparando para ver algumas estrelas através do sextante. Com 55 horas e 55 minutos de missão, todos os três astronautas ouviram e sentiram um grande barulho na parte interna da capsula. Durante os próximos minutos, a medida que eles e os controladores de terra faziam uma avaliação dos prováveis danos elétricos causados na espaçonave, ficou aparente que os tripulantes estavam em sérias dificuldades. Se eles quisessem sobreviver precisariam de força, oxigênio e água suficientes para uma viagem de quatro dias, dando uma volta na Lua e regressando a Terra, mas sem um módulo de comando saudável esses três itens de sobrevivência não conseguiriam durar até o fim da jornada. Além de pouca reserva destas necessidades básicas, sem força no motor, eles teriam que contar com o Sistema de Controle Ambiental do Módulo Lunar para remover o excesso de dióxido de carbono da cabine. O módulo Aquarius carregava filtros de reserva, mas a maioria deles estavam guardados no ALSEP, um pequeno conjunto de experimentos científicos para uso na Lua, carregado pelo ML, apenas acessíveis pelo lado de fora, completamente fora de alcance. Simplesmente eles não tinham filtros de hidróxido de lítio suficientes para controlar a quantidade de dióxido de carbono expelida pelos três astronautas. E para tornar tudo mais dramático, a tripulação estava voando numa trajetória em direção da Lua que não os permitiria voltar a Terra sem uma boa ignição dos motores. O motor principal, claro, era instalado na traseira do Odissey e, sem o suprimento de força, dava no mesmo se a tripulação o tivesse deixado em Cabo Canaveral. Apollo 13 foi a terceira missão tripulada do Projeto Apollo com destino à Lua, mas não cumpriu a missão devido a um acidente durante a viagem de ida, causado por uma explosão no módulo de serviço, que impediu a descida no satélite. A nave e seus tripulantes, entretanto, conseguiram retornar à Terra, após seis dias no espaço. Em grande parte, a tripulação da Apollo 13 sobreviveu à sua provação pela simples razão de terem estoques sobressalentes de artigos vitais: força extra, água, oxigênio e até um motor extra. Voltaram vivos a Terra pela vontade de Deus e inteligência humana.

5 de abril de 2011

"MÃE DOS BRASILEIROS"

Nascida na cidade de Cachoeira, Bahia em 1814, Ana Justina Néri, casou-se ainda muito jovem com o capitão de fragata Isidoro Antonino Néri, ficou viúva depois depois, com três filhos. Na guerra do Paraguai, os dois mais velhos incorporaram na fileira do exército como voluntários. Em seguida, o mais moço, estudante de medicina, resolveu também combater na guerra. Foi então que Ana Néri escreveu para Manoel Pinto de Souza Dantas, Governador da Bahia, oferecendo-se para cuidar dos feridos de guerra enquanto o conflito durasse. Logo partiu para o Rio Grande do Sul, onde aprendeu noções de enfermagem com as irmãs de caridade de São Vicente de Paulo , feito o pedido, tornou-se a primeira enfermeira voluntária do Brasil. Ana chamou a atenção por seu trabalho como enfermeira por várias regiões por onde passou. e pela dedicação que demonstrou em relação aos feridos, foi chamada de "mãe dos brasileiros", sendo recebida com honras em Assunção, no Paraguai, quando soldados brasileiros invadiram a cidade. Com recursos próprios, herdados de família, Ana montou uma enfermaria modelo na capital paraguaia sitiada pelo exército brasileiro. No final da guerra, em 1870, Ana voltou ao Brasil com seis meninas órfãs brasileiras. Foi homenageada e D. Pedro II, por decreto, lhe concedeu uma medalha e uma pensão vitalícia. Faleceu no Rio de Janeiro em 20 de maio de 1880. Carlos Chagas batizou com o nome de Ana Néri a primeira escola oficial brasileira de enfermagem de alto padrão, em 1926.

ROCK IN RIO, 1985, UM MARCO NA HISTÓRIA DOS GRANDES FESTIVAIS DE MÚSICA


O Rock in Rio foi realizado pela primeira vez na cidade do Rio de Janeiro, entre 11 e 20 de janeiro de 1985 em área especialmente construída para receber o evento. O local, um terreno de 250 mil metros quadrados que fica próximo ao Rio Centro, em Jacarepaguá, ficou conhecido como "Cidade do Rock" e contava com o maior palco do mundo já construído até então, com 5 mil metros quadrados de área, uma grande infra-estrutura para atender a quase 1,5 milhão de pessoas, o equivalente a cinco Woodstock, festival de música ocorrido nos Estados Unidos em 1969. Participaram desse histórico festival de música, cantores e bandas como: Queen. Iron Maiden, Yes, Whitesnake, AC/DC, George benson, James Taylor, Nina Hagen, Al Jarreau, Rod Stewart, Ozzy Osbourne, Scorpions, The B-52's e cantores brasileiros e bandas como: Paralamas do Sucesso, Baby do Brasil, Ney Matogrosso, Erasmo Carlos, Rita Lee, Gilberto Gil, Ivan Lins, Lulu Santos, Barão Vermelho, Kid Abelha, Eduardo Dusek. Rock in Rio de 1985 abriu as portas do Brasil e da America Latina as grandes estrelas do rock e da música pop internacional que não costumavam visitar com tanta frequência esta parte do planeta.

AGRIPINA, NEM SEMPRE A MÃO QUE BALANÇA O BERÇO É A MÃO QUE GOVERNA O MUNDO.

Foi uma mulher ambiciosa, irascível e cruel, em seu palácio mantinha uma prisão para os escravos. Casou-se três vezes, seu último casamento foi com o imperador romano, Cláudio, seu tio, que governou de 41 à 54 D.C. Casou-se com ele depois da queda em desgraça e execução da imperatriz Messalina. Levou para morar junto , seu filho Lúcio Domício Aenobarbo, mais conhecido como Nero. fazendo com que o imperador adotasse o menino como filho, dando-lhe direito a sucessão. No ano de 54, assasinou Cláudio, matando-o com um cogumelo venenoso, que o imperador desprevenido ingeriu num copo de vinho. Subiu assim, ao trono de Roma, um dos mais cruéis e despóticos governantes da História. Nero, tempos depois, mandou um centurião assassinar sua mãe. Agripina, ao defrontar com o assassino, disse: "feri vetrem". "Fere, destroi o ventre", indicando ao seu carrasco que deveria morrer pelo orgão que gerara tal monstro". Agripina era irmã de Caligula

4 de abril de 2011

MARXISMO, A HISTÓRIA ESTAVA ERRADA OU NÃO CONTOU TODA A VERDADE?

Fruto de décadas de colaboração entre Karl Marx e Friedrich Engels, o marxismo influenciou os mais diversos setores da atividade humana ao longo do século XX, desde a política e a prática sindical até a análise e interpretação de fatos sociais, morais, artísticos, históricos e econômicos, e se tornou doutrina oficial dos países de regime comunista. Marxismo é o conjunto das idéias filosóficas, econômicas, políticas e sociais que Marx e Engels elaboraram e que mais tarde foram desenvolvidas por seguidores. Interpreta a vida social conforme a dinâmica da luta de classes e prevê a transformação das sociedades de acordo com as leis do desenvolvimento histórico de seu sistema produtivo. Os pontos de partida do marxismo são a dialética de G. W. F. Hegel, a filosofia materialista de Ludwig Feuerbach e dos enciclopedistas franceses e as teorias econômicas dos ingleses Adam Smith e David Ricardo. Mais do que uma filosofia, o marxismo é a crítica radical da filosofia, principalmente do sistema filosófico idealista de Hegel. Enquanto para Hegel a realidade se faz filosofia, para Marx a filosofia precisa incidir sobre a realidade. O núcleo do pensamento de Marx é sua interpretação do homem, que começa com a necessidade humana. A história se inicia com o próprio homem que, na busca da satisfação de necessidades, luta contra a natureza. À medida que luta, o homem se descobre como ser produtivo e passa a ter consciência de si e do mundo. Percebe então que "a história é o processo de criação do homem pelo trabalho humano".

3 de abril de 2011

TEORIA DO CAOS, UM SALTO NO ESCURO PARA A CIÊNCIA?

Para a maioria de nós, a soma de uma quantidade indeterminada de elementos, com possibilidades infinitas de variação e de nteração, resultaria em nada mais do que um acontecimento ao acaso. A “teoria do caos” contradiz essa possibilidade, ela é a hipótese que explica o funcionamento de sistemas complexos e dinâmicos. Isso significa que para um determinado resultado será necessária a ação e a interação de inúmeros elementos de forma aleatória. Para entender o que isso significa, basta pegar um exemplo na natureza, onde esses sistemas são comuns. A formação de uma nuvem no céu, por exemplo, pode ser desencadeada e se desenvolver com base em centenas de fatores que podem ser o calor, o frio, a evaporação da água, os ventos, o clima, condições do Sol, os eventos sobre a superfície e inúmeros outros. A teoria do caos é um campo de estudo em matemática aplicada, com aplicações em várias disciplinas, incluindo a física, economia, biologia e filosofia. A teoria do caos estuda o comportamento de sistemas dinâmicos que são altamente sensíveis às condições iniciais, um efeito que é popularmente conhecido como "efeito borboleta". Pequenas diferenças nas condições iniciais, tais como as causadas por erros de arredondamento em um calculo numérico produzem resultados muito divergentes para sistemas caóticos, tornando previsão a longo prazo, geralmente impossível. Isso acontece mesmo que estes sistemas são determinísticos, o que significa que seu futuro comportamento é totalmente determinado por suas condições iniciais, não havendo elementos aleatórios envolvidos. Em outras palavras, a natureza determinista desses sistemas não torná-los previsíveis. Esse comportamento é conhecido como caos A teoria do caos, usa as leis da física para fazer previsões precisas de longo prazo que seria quase impossível, mesmo em teoria. Fazer previsões a longo prazo para qualquer grau de precisão, exigiria dados corretos nas condições iniciais com precisão infinita. Na época de sua descoberta, o fenômeno do movimento caótico era considerado uma aberração matemática. Por muitos anos, os físicos têm vindo a descobrir que o comportamento caótico é uma das descobertas mais importantes do século 20, essa descoberta aconteceu em 1963 pelo meteorologista Edward Lorenz, que escreveu um programa de software matemático básico para estudar um modelo simplificado do tempo, esse modelo pode servir de norma no universo? Fica a pergunta?